ROBOCOPY deteta ficheiros como mais recentes quando copia entre sistemas distintos

Reproduzo aqui o artigo publicado em Robocopy Incorrectly Detects Files as Newer When Copying Between Different File Systems.

Acontece que quando usamos ROBOCOPY para sincronizar duas pastas entre dois sistemas distintos, por exemplo um Windows e uma NAS a correr Linux, de cada vez que se inicia a tarefa todos os ficheiros locais são identificados como mais recentes que aqueles no destino, e todos eles são novamente copiados.

Quando pretendemos manter duas pastas sincronizadas e com conteúdos pesados, esta falha é um problema muito grave.

É possível usar o argumento /FFT, para forçar o comando a assumir um formato de tempo com uma granularidade (tolerância) de 2 segundos.

Assim, o comando ROBOCOPY /MIR /FFT <pasta origem> <pasta destino> já irá funcionar em todos os casos.